Fraudes de mineração em nuvem: O que é e a mineração em nuvem é segura? foto
Início > Blog > Fraudes de mineração na nuvem: Como os detetar e evitar?

Fraudes de mineração na nuvem: Como os detetar e evitar?

8203 min. para ler

    A mineração em nuvem surgiu como uma avenida promissora no reino dinâmico do Bitcoin. Oferece aos indivíduos a oportunidade de participar em actividades de mineração sem grandes investimentos em hardware ou conhecimentos técnicos especializados.

     

    No entanto, em meio ao potencial de lucro, há uma sombra lançada pelos riscos inerentes aos investimentos em mineração em nuvem. O fascínio de retornos rápidos e o anonimato das transacções digitais criaram um terreno fértil para esquemas fraudulentos, como os esquemas automáticos de extração de Bitcoin na nuvem. Estes esquemas fraudulentos, muitas vezes disfarçados com promessas sedutoras, aproveitam-se do otimismo e dos investimentos de indivíduos insuspeitos. Seja oferecendo retornos irrealistas ou fabricando a existência de instalações de mineração, esses golpes mancharam a reputação da mineração em nuvem, ressaltando a importância de exercer cautela para os potenciais investidores.

     

    O cloud mining é uma fraude?

     

    A mineração em nuvem é legítima? Não é inerentemente uma fraude, uma vez que as empresas legítimas oferecem serviços de mineração alugando o seu equipamento de mineração ou hash power aos clientes. No entanto, o sector tem sido marcado por esquemas e operações fraudulentas, o que torna crucial que os investidores sejam cautelosos.

     

    Algumas empresas de exploração mineira na nuvem envolveram-se em práticas enganosas, como prometer retornos irrealistas, deturpar as suas capacidades de exploração mineira ou simplesmente desaparecer com os fundos dos investidores. Estas fraudes exploraram a falta de transparência e de regulamentação no sector, conduzindo a perdas financeiras para indivíduos desprevenidos.

     

    É essencial que os investidores pesquisem exaustivamente e verifiquem a legitimidade de uma empresa de extração de nuvens antes de investirem quaisquer fundos. Isto inclui a verificação da reputação da empresa, a análise dos comentários dos clientes e a avaliação da transparência das suas operações. Além disso, os investidores devem ter cuidado com as ofertas que parecem demasiado boas para serem exactas e investir apenas o que podem perder.

     

    Embora os serviços legítimos de mineração em nuvem possam permitir que os investidores participem da mineração de criptomoedas sem o incômodo de gerenciar hardware, é crucial permanecer vigilante e cauteloso ao navegar no cenário de mineração em nuvem.

     

    Tipos de golpes

     

    Em sua essência, um golpe de mineração em nuvem é uma prática enganosa em que os fraudadores pretendem oferecer serviços de mineração em nuvem sem possuir qualquer hardware ou infraestrutura de mineração. Vamos descobrir todos os aspectos:

     

    Fraude de engenharia social

     

    As fraudes de engenharia social envolvem a manipulação psicológica e o engano para obter informações sensíveis de indivíduos. Os autores empregam várias tácticas para enganar as vítimas e levá-las a divulgar informações confidenciais relacionadas com as suas contas ou finanças. Muitas vezes, fazem-se passar por entidades de confiança, como agências governamentais, empresas de renome, representantes de apoio técnico, membros da comunidade, colegas de trabalho ou amigos.

     

    Os burlões investem tempo a construir relações e a ganhar a confiança dos seus alvos antes de agirem. Podem envolver-se em interacções prolongadas para estabelecer credibilidade e legitimidade. Eventualmente, podem solicitar a divulgação de chaves privadas ou convencer as vítimas a transferir fundos para as suas carteiras digitais.

     

    Fraudes que prometem romance

     

    Os burlões exploram frequentemente os sítios Web de encontros para estabelecer falsas relações românticas com indivíduos insuspeitos, quer sejam novos conhecidos ou parceiros de longa data. Assim que a vítima desenvolve confiança no burlão, a conversa passa muitas vezes para discussões sobre oportunidades supostamente lucrativas no domínio das criptomoedas. Eventualmente, o burlão pode solicitar activos em criptomoeda ou transferir as credenciais de autenticação da conta.

     

    De acordo com a Federal Trade Commission (FTC), em 2022, quase 20% das perdas relatadas em golpes de romance envolveram criptomoeda. Os golpes de romance, que prometem afeto, mas resultam em engano financeiro, são classificados como a principal categoria de golpes monetários. A FTC relata que o valor médio fraudado em tais golpes é de US $ 4,400, com perdas totais de US $ 1.3 bilhão.

     

    Fraudes de impostores e de ofertas

     

    Descendo ainda mais no domínio da influência, os burlões fazem-se frequentemente passar por celebridades, figuras proeminentes do mundo dos negócios ou personalidades influentes da comunidade das criptomoedas. Para atrair potenciais vítimas, estes impostores utilizam frequentemente "esquemas de oferta", em que prometem igualar ou multiplicar qualquer criptomoeda que lhes seja enviada.

     

    Elaboradas com precisão, estas mensagens enganosas são frequentemente divulgadas através de contas de redes sociais aparentemente autênticas, gerando uma falsa sensação de credibilidade e urgência. O fascínio de uma suposta oportunidade "única na vida" pode levar as pessoas a transferir fundos apressadamente, na esperança de um retorno imediato do seu investimento.

     

    Phishing

     

    No sector das criptomoedas, as fraudes de phishing visam frequentemente informações sobre algumas das carteiras de software de criptomoedas mais conceituadas. Especificamente, os burlões pretendem obter as chaves privadas associadas a uma carteira de criptomoedas - cadeias alfanuméricas únicas, semelhantes a palavras-passe, que concedem acesso às participações em criptomoedas.

     

    As burlas de phishing estão entre as formas mais prevalecentes de ciberataques dirigidos aos consumidores. De acordo com dados do FBI, mais de 300.000 indivíduos foram vítimas de golpes de phishing em 2022, resultando em perdas coletivas de US $ 52 milhões.

     

    O modus operandi desses golpes geralmente segue um padrão familiar: os criminosos enviam e-mails fraudulentos contendo links que direcionam os titulares de carteiras para sites enganosos projetados para se parecerem com plataformas legítimas. Uma vez direccionadas para esses sites, as vítimas são convidadas a introduzir as suas chaves privadas.

     

    Esquemas de chantagem e extorsão

     

    A chantagem é outra tática de engenharia social utilizada pelos burlões. Estes criminosos afirmam às potenciais vítimas que possuem provas das suas actividades em sites para adultos ou noutras plataformas online ilícitas. Posteriormente, ameaçam divulgar esta informação sensível, a menos que os indivíduos cumpram as suas exigências, que muitas vezes implicam a divulgação das suas chaves privadas ou a entrega de criptomoedas. É importante reconhecer que tais incidentes constituem tentativas de extorsão criminosa e devem ser imediatamente comunicados às agências de aplicação da lei, como o FBI, para investigação e ação apropriada.

     

    Fraude envolvendo oportunidades de investimento ou de negócio

     

    O velho ditado, "Se algo parece bom demais para ser verdade, então provavelmente é", soa particularmente verdadeiro para indivíduos que mergulham no reino dos investimentos, especialmente no cenário volátil das criptomoedas. Muitos especuladores com fins lucrativos são atraídos por sítios Web enganadores que prometem "retornos garantidos" ou por esquemas aliciantes em que os investidores têm de investir somas substanciais em troca de retornos exagerados. Lamentavelmente, estas garantias enganosas culminam frequentemente em ruína financeira quando os investidores descobrem que não podem recuperar os seus investimentos.

     

    ICOs e NFTs

     

    Os investimentos em activos criptográficos, como as ofertas iniciais de moedas (ICO) e os tokens não fungíveis (NFT), oferecem outras vias para os burlões explorarem indivíduos incautos. Embora esses investimentos ou empreendimentos comerciais baseados em criptografia possam parecer promissores, eles geralmente divergem da realidade.

     

    Por exemplo, os burlões podem fabricar sites para ICOs, orientando os utilizadores para depositarem criptomoedas em carteiras digitais comprometidas. Em alternativa, a própria ICO pode ser culpada. Os fundadores podem distribuir tokens não regulamentados ou enganar os investidores com publicidade falsa ao produto.

     

    Puxões de tapete

     

    Uma puxada de tapete refere-se a uma tática fraudulenta no espaço das criptomoedas em que os criadores de um projeto abandonam subitamente ou retiram a liquidez de um projeto de finanças descentralizadas (DeFi), fazendo com que o seu valor caia a pique. Isto ocorre normalmente depois de os investidores terem investido fundos significativos no projeto, resultando em perdas substanciais para os envolvidos. Essencialmente, envolve os criadores "puxando o tapete" de debaixo dos investidores, deixando-os com tokens ou investimentos sem valor. Rug pulls frequentemente exploram vulnerabilidades em contratos inteligentes ou plataformas descentralizadas, e eles se tornaram uma preocupação significativa dentro da comunidade criptográfica devido ao seu impacto prejudicial na confiança dos investidores em projetos DeFi.

     

    Mineração em nuvem

     

    A mineração em nuvem é segura? As plataformas muitas vezes visam compradores e investidores de varejo, atraindo-os a investir capital inicial para garantir poder de mineração contínuo e recompensas. No entanto, essas plataformas podem não possuir realmente a taxa de hash que prometem e podem não entregar as recompensas após receber seu pagamento inicial. Embora a mineração em nuvem não seja inerentemente fraudulenta, é crucial ter cautela e realizar uma diligência completa na plataforma antes de fazer investimentos para proteger seus fundos.

     

    Porque é que a indústria das criptomoedas é suscetível a fraudes?

     

    A indústria das criptomoedas é particularmente suscetível a fraudes devido a vários factores:

    1.         Falta de regulamentação: O mercado de criptomoedas é relativamente novo e precisa de uma regulamentação abrangente em muitas jurisdições.

    2.         Anonimato e irreversibilidade das transacções: As transacções em criptomoeda são pseudónimas e irreversíveis, o que dificulta o rastreio de actividades fraudulentas e a recuperação de fundos depois de transferidos.

    3.         Complexidade da tecnologia: A tecnologia da criptomoeda e da cadeia de blocos pode ser complexa e difícil de compreender para uma pessoa comum.

    4.         Elevado potencial de lucro: A natureza volátil dos preços das criptomoedas e o potencial de lucros significativos atraem investidores que procuram retornos rápidos.

    5.         Natureza global do mercado: O mercado das criptomoedas opera a nível global, com transacções que atravessam fronteiras e jurisdições. Esta natureza descentralizada faz com que seja difícil para os reguladores monitorizarem e aplicarem as leis de forma consistente, criando oportunidades para os burlões explorarem a arbitragem regulamentar.

    6.         Falta de formação dos investidores: Muitos investidores precisam de mais conhecimento e educação sobre criptomoedas e tecnologia blockchain.

    7.         Emergência de novas tecnologias: O ritmo acelerado da inovação no espaço das criptomoedas leva ao surgimento de novas tecnologias e produtos, alguns dos quais podem ser experimentais ou mal compreendidos.

     

    Como evitar uma fraude com criptomoedas?

     

    Eis vários passos que pode dar para evitar ser vítima de burlas:

    1.         Evitar partilhar chaves privadas: Nunca partilhe as suas chaves privadas de criptomoeda com ninguém.

    2.         Cuidado com promessas irrealistas: Seja cauteloso com empresas ou indivíduos que prometem altos retornos ou lucros rápidos.

    3.         Tenha cuidado com os gestores de investimentos: Desconfie dos gestores de investimentos que o contactam sem serem solicitados, alegando que podem fazer crescer rapidamente o seu dinheiro.

    4.         Seja cético em relação a apoios de celebridades: Ignorar as mensagens de pessoas que se dizem celebridades e que apoiam investimentos em criptomoedas.

    5.         Tenha cuidado com as relações online: Se você se conectou com alguém em um site ou aplicativo de namoro, tenha cuidado ao enviar dinheiro, especialmente se eles começarem a discutir investimentos em criptomoedas.

    6.         Ignorar mensagens suspeitas: Ignore mensagens de texto ou e-mails de empresas que afirmam que a sua conta está congelada ou em perigo e que se oferecem para o ajudar a resolver o problema.

    7.         Verifique as mensagens do governo ou de serviços públicos: Se receber uma comunicação supostamente de uma agência governamental, de uma entidade responsável pela aplicação da lei ou de uma empresa de serviços públicos a informar que as suas contas ou activos estão congelados, verifique a autenticidade da mensagem através dos canais oficiais antes de responder.

    8.         Desconfie de anúncios de emprego: Tenha cuidado ao encontrar anúncios de emprego para conversores de dinheiro em criptomoedas ou para posições de mineiro de criptomoedas, pois podem ser fachadas para actividades fraudulentas.

    9.         Denunciar tentativas de chantagem: Se alguém ameaçar expor material explícito sobre si, a menos que envie criptomoeda, denuncie imediatamente.

    10.       Rejeitar ofertas não solicitadas de dinheiro "grátis": Seja cauteloso com ofertas não solicitadas de dinheiro "grátis" ou criptomoeda, pois elas são frequentemente usadas como isca em golpes.

     

    Conclusão

     

    Para muitos indivíduos, o aumento das criptomoedas assemelha-se ao fascínio indomável do Oeste Selvagem, onde as oportunidades ilimitadas de criação de riqueza pareciam estar ao alcance. No entanto, a história recorda-nos que a corrida à riqueza conduziu frequentemente à ruína de muitos especuladores.

    À medida que o ecossistema das criptomoedas se expande em termos de âmbito e complexidade, torna-se inevitavelmente um alvo privilegiado para os burlões. As fraudes com criptomoedas dividem-se normalmente em duas categorias principais: esquemas de engenharia social para obter informações sensíveis sobre contas ou segurança e esquemas concebidos para coagir os alvos a transferir criptomoedas para carteiras digitais comprometidas. Ao familiarizar-se com as tácticas padrão que os burlões utilizam para obter as suas informações (e, em última análise, os seus fundos), pode identificar e impedir eficazmente potenciais burlas relacionadas com as criptomoedas antes que elas o apanhem.

     

    Avatar

    Eugen Tanase

    Chief Operating Officer, 1BitUp

    Eugen Tanase is Chief Operating Officer at 1BitUp. Along his long Corporate Management career he gained lots of expertise in Renewable Energy Projects, Transnational Trade of Energy Resources, and many other fields. Starting 2015 he stepped into the study Decentralized Applications and Blockchain along with Bitcoin mainstream. From 2017 he embraced WEB3 and Cloud Mining .

    0

    0 comentários

    Posts populares

    Posts populares