Como investir em Bitcoin com segurança: Um guia para iniciantes foto
Início > Blog > Como investir em Bitcoin? 5 melhores maneiras

Como investir em Bitcoin? 5 melhores maneiras

48854 min. para ler

    O investimento em Bitcoin, muitas vezes abreviado como BTC, pode ser abordado através de vários métodos.

    Abaixo, tentaremos sublinhar os métodos para iniciantes investirem em Bitcoin.

    Nos últimos anos, o Bitcoin ganhou popularidade entre os investidores contemporâneos. Ao mesmo tempo, as discussões em torno do Bitcoin e outras criptomoedas se intensificaram. Os seus defensores consideram-na o epítome da moeda do futuro e do investimento, enquanto os cépticos alertam para a sua volatilidade e potencial para retornos modestos. Veja abaixo os principais passos sobre como investir em Bitcoin para iniciantes:

     

    1. Aderir a uma bolsa de criptografia


    Quando alguém decide se eu deveria investir em Bitcoin, em primeiro lugar, você precisa decidir qual bolsa deseja usar para fazer sua compra.

    Como o Bitcoin não é centralizado ou emitido por algum banco específico, você pode comprá-lo em diferentes trocas de criptomoedas que facilitam as transações de Bitcoin.

    Ao comprar Bitcoin, você precisa selecionar uma bolsa na qual fará essa compra. Abaixo, pode encontrar uma seleção das melhores bolsas:

    •  Binance - A maior bolsa com os utilizadores e o volume de negociação mais significativos
    •  Coinbase - a maior bolsa com sede nos EUA
    •  Kraken - Bolsa sediada nos EUA que permite investir em diferentes moedas
    •  Bitfinex - a bolsa mais antiga, concebida para os comerciantes
    •  Kucoin - a melhor para novas listagens e pares
    •  Gate - bolsa DEX e CEX numa única plataforma

    Estão disponíveis inúmeras bolsas de criptomoedas, cada uma com as suas próprias características, taxas e criptomoedas suportadas. Pesquise e compare diferentes bolsas para encontrar uma que se adapte às suas necessidades.

          

    2. Obter uma carteira Bitcoin

     

    Existem vários tipos de carteiras Bitcoin disponíveis, incluindo carteiras de software (desktop, telemóvel ou baseadas na Web), carteiras de hardware (dispositivos físicos) e carteiras de papel (códigos QR impressos). Decida qual o tipo que melhor se adequa às suas necessidades com base em factores como segurança, conveniência e acessibilidade.

    Depois de ter decidido o tipo de carteira que pretende, pesquise diferentes fornecedores. Algumas opções populares incluem:

    • Carteiras de software: Electrum, Coinbase Wallet, Mycelium
    •  Carteiras de hardware: Ledger Nano S, Trezor, KeepKey
    •  Carteiras Web: Blockchain.info, Coinbase, BitPay
    •  Carteiras de papel: Bitaddress.org, BitcoinPaperWallet.com

    Normalmente, descarrega-se uma aplicação ou inscreve-se num sítio Web para software e carteiras Web. Para as carteiras de hardware, é necessário comprar o dispositivo físico num revendedor autorizado.

    Assim que a sua carteira estiver configurada, ser-lhe-á atribuído um endereço Bitcoin (ou vários endereços). Pode partilhar este endereço com outras pessoas para receber pagamentos em Bitcoin. Por favor, tome medidas para proteger sua carteira e protegê-la contra acesso não autorizado ou perda.

     

    3. Faça seu pedido de Bitcoin

     

    Depois de abrir com sucesso uma conta de troca de criptografia e saber por que você investe em Bitcoin, você está pronto para fazer seu primeiro pedido.

    Depois de decidir quanto quer investir, pode começar com um montante mais pequeno e, mais tarde, aumentar o seu investimento.

    Deposite fundos na sua conta da bolsa usando um método de pagamento suportado. Dependendo da Bolsa, pode ser uma transferência bancária, cartão de crédito/débito ou outro método suportado.

    Assim que a sua conta estiver financiada, navegue até à secção de negociação da Bolsa. Procure os pares de negociação de Bitcoin (por exemplo, BTC/USD, BTC/EUR) e escolha o que deseja negociar.

    Depois de colocar sua ordem de compra, ela será listada no livro de ordens da Bolsa. Se o mercado atingir o preço especificado, sua ordem será executada e você receberá o Bitcoin em sua conta de câmbio.

    Agora, você tem seu próprio Bitcoin.

     

    4. Obter um contrato de mineração em nuvem

     

    A mineração em nuvem é um processo em que os usuários podem minerar criptomoedas como o Bitcoin sem comprar e manter seu próprio hardware de mineração. Em vez disso, eles podem alugar recursos de mineração de um centro de dados remoto.

    Para adquirir um contrato de mineração em nuvem Bitcoin, você normalmente precisa seguir estas etapas:

    Procurar fornecedores de mineração em nuvem respeitáveis que ofereçam contratos de mineração de Bitcoin. Um provedor bem conhecido é o 1BitUp. Ele fornece cálculos transparentes, sem taxas ocultas e retornos realistas.

    Visite a plataforma 1BitUp e inscreva-se para obter uma conta. Terá de fornecer o seu endereço de e-mail, criar uma palavra-passe e possivelmente concluir um processo de verificação.

    Assim que tiver uma conta, navegue até à secção de compra de contratos de mineração. Analise os planos disponíveis e seleccione melhor o seu orçamento e as suas preferências de extração. Considere a duração do contrato, a taxa de hash, as taxas de manutenção e a rentabilidade potencial.

    Agora está pronto para receber as suas recompensas!!!

     

    5. Gerir os seus investimentos em criptomoedas

     

    Depois de ter comprado Bitcoin, tem vários caminhos para explorar com a sua nova moeda digital:

    1.         Transações online: O Bitcoin pode ser usado para fazer compras de comerciantes e prestadores de serviços que aceitam criptomoeda como pagamento. Isto inclui retalhistas online, plataformas de jogos, serviços de subscrição e muito mais.

    2.         Investimento a longo prazo: Muitos investidores optam por manter a sua Bitcoin durante um período alargado, esperando que o seu valor aumente ao longo do tempo. Esta estratégia, normalmente referida como "HODLing" (um erro ortográfico de "hold"), envolve o armazenamento de Bitcoin numa carteira segura e a espera de condições de mercado favoráveis para vender ou negociar.

    3.         Day Trading: Para os interessados em gerir ativamente as suas participações em Bitcoin, o day trading oferece uma oportunidade de lucrar com as flutuações de preços a curto prazo no mercado das criptomoedas. Os day traders compram e vendem Bitcoin no mesmo dia, com o objetivo de capitalizar os movimentos de preços e gerar lucros. Onde investir em acções de bitcoin requer um conhecimento profundo das tendências do mercado, análise técnica e gestão de riscos.

     

    Quanto devo investir em Bitcoin?

     

    Determinar quanto investir em Bitcoin, ou em qualquer outro ativo, depende de vários factores, incluindo a sua situação financeira, objectivos de investimento, tolerância ao risco e diversificação global da carteira:

    1.         Se pretende ganhar dinheiro, tem de avaliar a sua situação financeira atual, incluindo os seus rendimentos, poupanças, dívidas e despesas. Considere se tem rendimento disponível para investimento depois de cumprir as suas obrigações financeiras essenciais, tais como contas, poupanças de emergência e pagamento de dívidas.

    2.         Se é novo no investimento em Bitcoin ou criptomoedas, considere começar com uma pequena quantia que possa perder. À medida que ganha experiência e confiança, pode aumentar gradualmente o seu investimento.

    3.         Se precisar de mais esclarecimentos sobre quanto investir em Bitcoin ou precisar de conselhos de investimento personalizados, considere consultar um consultor financeiro qualificado.

    Em última análise, a decisão de quanto investir em Bitcoin é altamente pessoal e deve ser baseada nas suas circunstâncias e objectivos de investimento.

     

    É razoável investir em Bitcoin?

     

    A resposta direta sobre se devo investir em Bitcoin é que nenhum investimento pode ser universalmente rotulado como inerentemente "bom" ou "mau". Em vez disso, a sua adequação depende da sua tolerância ao risco, estratégia de investimento e objectivos financeiros. Antes de considerar a Bitcoin como uma via de investimento, é imperativo avaliar meticulosamente as suas aspirações e delinear o que pretende alcançar através dos seus esforços de investimento. Procura cultivar um rendimento passivo, fazer a transição para o investimento a tempo inteiro ou acumular fundos para a reforma? Responder a essas perguntas ajudará a discernir se vale a pena investir em Bitcoin.

     

    Os prós do investimento em Bitcoin

     

    Investir em Bitcoin oferece o potencial para retornos substanciais, possivelmente atingindo 1000% ou mais. Embora a obtenção de tais ganhos seja, sem dúvida, um desafio, eles permanecem dentro do domínio das possibilidades.

    Ao adquirir uma quantidade significativa de Bitcoin, pode capitalizar um aumento no mercado, vendendo as suas moedas a um valor substancialmente elevado quando a procura é alta. Além disso, existe uma pequena possibilidade de que a Bitcoin possa emergir como a moeda do futuro ou ganhar maior proeminência como um ativo transaccionado, potencialmente produzindo retornos de participações a longo prazo. No entanto, é essencial reconhecer que os valores da Bitcoin geralmente apresentam uma tendência de queda ao longo do tempo.

     

    O sucesso no investimento em Bitcoin depende muitas vezes de um "timing de mercado" adequado. Isto implica a compra de moedas quando o seu valor é baixo e a sua venda no pico do seu valor. Os investidores de alto risco que acompanham de perto as tendências do mercado podem obter retornos significativos ao empregar esta estratégia, potencialmente ultrapassando os que podem ser obtidos através de investimentos convencionais, como acções de empresas ou obrigações do Estado.

     

    Os contras de investir em Bitcoin

     

    Investir em Bitcoin acarreta vários inconvenientes e riscos potenciais que os investidores devem considerar cuidadosamente antes de investir capital.

    A Bitcoin é notoriamente volátil, com o seu preço sujeito a flutuações rápidas e substanciais em períodos curtos. Esta extrema volatilidade pode levar a oscilações de preço significativas, resultando em perdas potenciais para os investidores.

    Investidores experientes podem ter como alvo indivíduos inexperientes ou desavisados, persuadindo-os a investir somas significativas de dinheiro em Bitcoin. Este afluxo de investimento desencadeia um rápido aumento nos preços da Bitcoin.

    Estes investidores oportunistas capitalizam a situação vendendo todas as suas participações antes que o frenesim de compra diminua, colhendo lucros substanciais. No entanto, quando o afluxo de novos investidores diminui, o valor da Bitcoin sofre um declínio acentuado.

    Uma moeda comprada por $1000 pode cair para apenas $50. Infelizmente, investidores desavisados que compraram a preços inflacionados podem ficar com uma perda considerável, potencialmente desperdiçando o seu investimento

     

    Como armazenar a Bitcoin que compra

     

    Quando compra Bitcoin, ganha a propriedade do montante que adquiriu. Esta propriedade é facilitada pelo fornecimento de duas chaves - uma pública e outra privada. A chave pública encripta a informação e gera o seu endereço de carteira único, enquanto a chave privada lhe permite desencriptar a informação e aceder à sua Bitcoin. Deve guardar e salvaguardar cuidadosamente esta chave privada.

     

    A sua propriedade de Bitcoin é registada, armazenada, validada e encriptada de forma segura na cadeia de blocos. Devido aos métodos de encriptação robustos utilizados, nenhuma criptomoeda foi comprometida ou roubada através da manipulação de dados da cadeia de blocos.

     

    Carteiras quentes

     

    As hot wallets de criptomoeda são carteiras ligadas à Internet que oferecem uma gama de funcionalidades, incluindo armazenamento, envio e receção de tokens e gestão e visualização de todos os tokens disponíveis numa localização central. Estas carteiras são acessíveis a partir de dispositivos com acesso à Internet, como smartphones, tablets e computadores portáteis. A sua popularidade deve-se à conveniência de transferir e receber fundos instantaneamente.

    O funcionamento de uma carteira de criptomoeda é simples: armazena de forma segura as chaves privadas associadas às suas criptomoedas, quer sejam adquiridas através de compra ou de extração mineira. Estas chaves privadas são essenciais para autorizar transacções de criptomoedas.

    Uma hot wallet serve como interface para a execução de transacções de criptomoeda e regista estas transacções no livro-razão público descentralizado da blockchain. Dois componentes críticos de uma carteira de criptomoeda garantem a segurança dos seus activos digitais: chaves privadas e chaves públicas, ambas compostas por cadeias criptográficas de letras e números.

    As chaves privadas servem para validar a propriedade de um token e são indispensáveis para a execução de transacções de criptomoeda. Funcionam de forma semelhante às palavras-passe necessárias para autorizar uma transferência de criptomoeda.

    Em contrapartida, as chaves públicas são identificadores criptográficos que permitem o envio de criptomoedas para outros utilizadores. São semelhantes a nomes de utilizador de contas e são essenciais para iniciar transferências de criptomoedas.

     

    Carteiras frias

     

    As cold wallets diferem das hot wallets porque não têm conetividade com a Internet, o que as torna menos vulneráveis a tentativas de hacking. Essa distinção impulsionou as carteiras frias a uma maior proeminência e adoção, especialmente após o colapso da FTX, uma importante bolsa de criptomoedas centralizada que declarou falência em novembro de 2022. O suposto hack resultou no congelamento ou perda de ativos digitais de vários usuários.

    As carteiras frias normalmente se manifestam como dispositivos de hardware, semelhantes a pen drives, e geralmente custam entre US $ 50 e US $ 200. Exemplos de carteiras de armazenamento a frio incluem as carteiras de hardware e as carteiras de papel.

    Um aspeto fundamental do reforço da segurança é o facto de as chaves privadas associadas às cold wallets permanecerem totalmente offline, ao contrário das hot wallets. Estas chaves privadas offline são essenciais para a execução de trocas de criptomoedas a partir da carteira.

    Ao realizar uma troca de criptomoeda a partir de uma cold wallet, o processo inicia-se online, mas a autorização final necessita de uma assinatura digital offline para concluir a transação, adicionando uma camada extra de segurança.

     

    Conclusão

     

    A Bitcoin é uma forma proeminente de criptomoeda, aproveitando uma vasta rede de computadores interligados para salvaguardar e preservar activos digitais. No entanto, a notável volatilidade da Bitcoin torna-a suscetível a flutuações significativas e rápidas de valor, oferecendo o potencial para retornos substanciais, mas também implicando um risco considerável.

    Por conseguinte, deve familiarizar-se com as práticas responsáveis de investimento em Bitcoin antes de tomar decisões. Além disso, a diversificação da sua carteira de investimentos é crucial para reduzir a exposição à volatilidade do mercado.

    Um método intrigante de participação é investir em mineração de Bitcoin ou mineração em nuvem.

     

    PERGUNTAS FREQUENTES

     

    É seguro investir em Bitcoin atualmente?


    É sensato perceber que a Bitcoin é um instrumento financeiro moderno que pode servir como uma reserva de valor e um método de pagamento.

    Tem sido amplamente utilizado no mundo moderno e apoiado ativamente por muitos países e comunidades. É definitivamente um investimento seguro, tendo em conta as flutuações e os ciclos.

     

    É inteligente investir em Bitcoin?


    Investir em Bitcoin é uma forma moderna de diversificar a interação entre a economia moderna e os investimentos. Muitos fundos de investimento e grandes empresas multinacionais estão a investir tempo em Bitcoin e instrumentos relacionados.

    Esses investimentos têm apresentado ganhos altamente competitivos que superam os métodos tradicionais de investimento.

     

    É uma boa altura para investir em Bitcoin?


    É sempre possível considerar o investimento em Bitcoin e nunca é demasiado tarde. Mas, claro, é preciso fazer a devida diligência ao fazê-lo. Além disso, os investidores em Bitcoin precisam de avaliar todos os riscos e períodos de tempo relacionados com o investimento. A tolerância ao risco e as considerações de ciclo para o Bitcoin como um investimento também são importantes. 

     

    Que idade é preciso ter para investir em Bitcoin?


    Tecnicamente, não há restrições de idade para negociar ou minerar criptomoedas. No entanto, plataformas de criptografia como Coinbase e PayPal impõem uma restrição de idade mínima. Eles exigem que você tenha pelo menos 18 anos para se envolver na compra de criptografia, se você deseja comprar Bitcoin (BTC) ou outro tipo de moeda digital.

     

    Avatar

    Eugen Tanase

    Diretor de Operações, 1BitUp

    Eugen Tanase é Diretor de Operações da 1BitUp. Ao longo da sua longa carreira em Gestão Empresarial, ganhou muita experiência em Projectos de Energias Renováveis, Comércio Transnacional de Recursos Energéticos, e muitos outros campos. A partir de 2015, ele entrou no estudo de Aplicativos Descentralizados e Blockchain junto com o Bitcoin mainstream. A partir de 2017, abraçou a WEB3 e a mineração em nuvem.

    0

    0 comentários

    Posts populares

    Posts populares